Galeria (2019)

O terrorismo é a nova forma de guerra do século XXI, o grande desafio da geração de 2000 que na verdade já existe desde o século XVIII. Difícil de prever e de prevenir, deixa um rasto de destruição diferente de qualquer outro fenómeno. O seu carácter imprevisível é o mais assustador, mas a importância que lhe é dada pelos meios de comunicação é o que torna o terrorismo tão poderoso. Não são poucas as mentes (pequenas) que se juntam a este movimento, de diferentes cantos do mundo, de diferentes etnias, mas com o mesmo objectivo: destruir o Ocidente. Os variados grupos terroristas não cessam de adquirir adeptos e cada vez mais os seus ataques se tornam meticulosos e catastróficos. Depois do ataque de 2001 à Nação mais poderosa do mundo, o terrorismo ganhou notoriedade e aí sim o medo se tornou real. Muitos fogem da guerra que estes grupos provocam nos seus próprios países e acabam por se deparar com outro tipo de guerra, a psicológica e emocional, onde são vítimas de discriminação. A insegurança instalou-se de tal maneira que nos dias de hoje qualquer individuo que reze a Alá e que fale árabe poderá ser terrorista? É então necessário alertar para este fenómeno, que dificilmente se compreende e se combate.

No nosso trabalho apresentamos o “Terrorismo” como um dos maiores desafios do século XXI. Começamos por dar uma pequena noção sobre terrorismo, bem como a época em que este surgiu, ou a altura em que a palavra terrorismo apareceu, associada a determinados actos. Focando-nos mais no terrorismo islâmico não podíamos deixar de referir os grandes grupos terroristas associados a esta forma de guerra: Al-Qaeda, Isis ou Estado Islâmico e Boko Haram. Assim, decidimos dar a conhecer um pouco mais destas ameaças modernas, desde os seus líderes aos seus mais bárbaros ataques, os grupos terroristas mais mortais do mundo atual são uma parte significativa deste trabalho. Referimos com destaque o atentado ao World Trade Center em Setembro de 2001, uma vez que é um dos mais conhecidos ataques da história e que, devido ao seu carácter devastador, foi o gatilho que levou ao início do combate ao terrorismo. Apesar de ser uma tarefa extremamente difícil não podíamos deixar de referir algumas medidas de contenção do terrorismo que, apesar de não acabarem completamente com o problema, ajudam a preveni-lo e a atenuar os seus resultados. No entanto, sem nunca esquecer que o combate ao terrorismo deve proteger todos os cidadãos, e que as etnias que, devido à sua religião, são associadas aos grupos terroristas, devem ser salvaguardadas de sentimentos de xenofobia e discriminação. O tema dos direitos humanos é também abordado, uma vez que esta forma de violência viola parte dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. O direito à vida, liberdade e segurança, foi o artigo escolhido pelo grupo uma vez que se refere às condições básicas necessárias para uma vida com dignidade.


Disciplina: História

Professora: Ana Sousa


2019 04 23 23 57 41 autores fotodegrupo

Autores:

  • Inês Santos, Escola Básica e Secundária de Águas Santas, 12C
  • Sara Ferreira, Escola Básica e Secundária de Águas Santas, 12C
  • Tatiana Alves, Escola Básica e Secundária de Águas Santas, 12C
  • Raquel Coelho, Escola Básica e Secundária de Águas Santas, 12C
© 2020 Projeto+. Agrupamento de Escolas de Águas Santas. Todos os direitos reservados.